Voltar

Reforço especial: paciente de cinco anos recebe visita de policiais no Hospital Unimed Maceió

Reforço especial: paciente de cinco anos recebe visita de policiais no Hospital Unimed Maceió

Felipe de Oliveira Lopes é admirador do trabalho da polícia e brinca pelo prédio da unidade hospitalar realizando "rondas"

Reforço especial: paciente de cinco anos recebe visita de policiais no Hospital Unimed Maceió

Felipe de Oliveira Lopes é admirador do trabalho da polícia e brinca pelo prédio da unidade hospitalar realizando "rondas"

1º Dezembro 2021

Matheus Tenório
Assessor de Comunicação

A segurança está garantida! É no apartamento 118, do Hospital Unimed Maceió, que Felipe de Oliveira Lopes, de cinco anos, tem se preparado para entrar em ação contra os criminosos. Pelos corredores do hospital, ele faz questão de colocar em prática tudo o que aprendeu assistindo às operações da sua equipe de polícia favorita, a Rotam (PM-AL), em vídeos na internet.  

Internado no hospital há quase uma semana, após apresentar vários quadros de febre e crises de garganta, o pequeno policial realiza “rondas”, próximo ao quarto e em algumas áreas da unidade hospitalar. 

O patrulhamento, que já virou rotina entre uma visita médica e outra, é feito junto ao companheiro de serviço e fiel escudeiro, seu pai, o educador físico Fernando Lopes. Só que, na última quarta-feira (30), a guarnição de Felipe ganhou um reforço especial: três policiais do Batalhão de Rotam. 

A missão de planejar e concretizar o encontro ficou por conta da equipe do Hospital Unimed. Ao ver a paixão do paciente pela polícia, visivelmente expressa em desenhos feitos por ele e através de brinquedos, os profissionais decidiram fazer uma surpresa. 

“Ele falou da vontade [de ser policial], que já teve aniversário com o tema e tudo. Eu entrei em contato, mandei mensagem e fui até o batalhão, que fica aqui pertinho, para conseguir agendar a visita”, contou a assistente social Mayara Gomes. 

O plano teve a ajuda da mãe do paciente, a pedagoga Erika Viviane, a única que sabia da ideia dos colaboradores. Ela preparou Felipe para a chegada dos PMs, fazendo-o vestir uma das suas fantasias de policial, sem que ele desconfiasse da surpresa. “Ele acordou às cinco da manhã. Parecia que estava adivinhando”, revelou.  

Eram por volta das 14h30 quando a guarnição Raio 90, formada pelo sargento Tomé e os soldados Ferreira Júnior e Costa, chegou ao apartamento de Felipe. Sem acreditar na visita, mas sem perder tempo, ele logo desceu do leito para cumprimentar os policiais e mostrar suas fantasias, brinquedos e desenhos pendurados na parede do apartamento. 

A conversa entre eles foi longa. O pequeno aproveitou cada minuto do encontro para contar das brincadeiras com o pai, na escola e em casa, local onde realiza seus “treinamentos e missões de policial”. 

Ele também não deixou de descrever os esportes que pratica e a alimentação balanceada, “parecida” com a dos policiais. “Faço judô, natação, futsal e futebol. Como brócolis, couve, macarrão, maxixe, beterraba e cenoura, para ficar forte”. 

Minutos após a visita e várias sessões de fotografias, Felipe expressou sua felicidade em uma entrevista exclusiva à Unimed Maceió. 

“Estou muito orgulhoso. Vou contar para os meus amigos que recebi uma visita da polícia. Quando eu chegar [receber alta], vou falar para eles. Gostaria de agradecer a todo mundo”, ressaltou.

 

A PAIXÃO PELA POLÍCIA 

Apesar de o avô ter sido militar, a admiração de Felipe pelo trabalho policial é natural, segundo o pai dele. 

“Desde pequeno, ele tem essa inspiração. E é algo que a mãe dele e eu não falamos [sobre polícia em casa], mas ele sempre teve esse desejo. Ele não pode ver um policial ou uma viatura que fica encantado. Ele conhece os sons, as cores e os batalhões”, contou Fernando Lopes. 

Ainda de acordo com Fernando, o filho costuma chamá-lo para fazer rondas, trabalho feito pela polícia, dizendo que está na escala de serviço. 

“Ele fica todo fantasiado e eu tenho que dar voltas pelo bairro. Ele fica feliz da vida, fiscalizando se as pessoas estão usando máscara. E ele teve essa felicidade de ser visitado pela polícia. Para você ter ideia, ele não estava querendo tomar o suplemento, mas só foi ficar perto do policial que tomou todo”, relatou sorrindo.

Esse não foi o primeiro contato do paciente com a polícia. Aos três anos, ele visitou o posto de trabalho dos policiais no Batalhão de Radiopatrulha e já teve festa temática com participação especial dos PMs e registro em um vídeo gravado por um policial e publicado na internet.

“A guarnição se sente honrada com o convite, vindo do hospital, em poder participar da recuperação do Felipe. Nós, enquanto policiais, nos sentimos nesse dever social com as pessoas de bem. Temos esse compromisso com toda a sociedade e todas as crianças que olham com inspiração para o nosso trabalho. O nosso trabalho é muito mais que combater o crime, mas também levar alegria e conforto para aqueles que precisam”, disse o soldado Ferreira Júnior.

 

JEITO DE CUIDAR UNIMED 

Ações como essa têm feito a diferença na vida de vários pacientes. Conforme explicou a assistente social do Hospital Unimed Maceió, Mayara Gomes, esses trabalhos visam melhorar a experiência do paciente durante o período de internação.  

“Esse resultado vem junto com a satisfação do paciente, o sorriso de alegria que essas pequenas ações podem gerar. O dia foi especial para o Felipe e conseguimos alcançar o nosso objetivo, realizando o seu desejo. Isso é gratificante para todos os envolvidos”.

 

 

 

CONFIRA MAIS ALGUMAS FOTOS: