Voltar

Unimed Maceió realiza palestra para incentivar a amamentação

Unimed Maceió realiza palestra para incentivar a amamentação

Amamentar traz benefícios para a saúde das mães e dos bebês

Unimed Maceió realiza palestra para incentivar a amamentação

Amamentar traz benefícios para a saúde das mães e dos bebês

20 Agosto 2019

Barbara Esteves - Assessoria de Comunicação 

Empoderar mães e pais e favorecer a amamentação. Esse é o mote do Agosto Dourado deste ano, campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Pediatria que destaca os benefícios do leite materno e alerta para importância da amamentação. Para abordar o tema, a Unimed Maceió realizou uma palestra nesta terça-feira (20), no auditório do Hospital Unimed, para conscientizar mães e colaboradores da instituição. 

O evento foi realizado pela equipe multidisciplinar da Pediatria e UTI Neonatal do Hospital Unimed. O nome Agosto Dourado foi escolhido porque a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o leite materno como o "alimento de ouro" para a saúde dos bebês.

A enfermeira Karina Pinto reforçou a participação de cada área para o êxito do aleitamento materno. “A amamentação é um assunto multidisciplinar, todos podem e devem orientar a mãe. Por isso é muito importante ter uma equipe interligada com médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas”.

Amamentar traz muitos benefícios para mães e bebês. Para a saúde da mulher reduz as chances de câncer de mama e ovário, previne a anemia, diminui riscos cardiovasculares, entre outras tantas vantagens. Já para o bebê, o leite materno é o alimento mais completo, com nutrientes necessários para um desenvolvimento saudável.

A pediatra Dra. Junko Asakura falou sobre a rede de apoio familiar e a participação do pai no ato de amamentar.  “O sucesso da amamentação não é uma responsabilidade única da mulher. Estudos têm demonstrado que o apoio do pai é fundamental na amamentação do bebê. É preciso também aumentar e monitorar as intervenções e posturas positivas em prol do aleitamento materno. Além de implantar políticas institucionais para remover as barreiras sociais e incentivar esse processo”, afirmou a médica.