Voltar

Pacientes da Unimed usam criatividade para manterem-se ativos em casa durante a pandemia

Pacientes da Unimed usam criatividade para manterem-se ativos em casa durante a pandemia

Pacientes da Unimed usam criatividade para manterem-se ativos em casa durante a pandemia

11 Dezembro 2020

Diante do risco de contaminação pelo novo Coronavírus, ficar em casa tem sido uma alternativa, principalmente daqueles que se encontram no grupo de risco para a Covid-19. E se a prevenção é o melhor cuidado para evitar a doença, realizar atividades prazerosas, buscar novos aprendizados, resgatar ou aprimorar práticas que realizavam em tempos passados podem ser opções para preservar a saúde física, mental e emocional. E é orientando a manterem-se ativos em casa durante o distanciamento social, que o setor de Medicina Preventiva da Unimed Noroeste/RS reforça seu jeito de cuidar aos pacientes atendidos pela área através do Programa de Atenção Integral à Saúde.

“O isolamento social nos trouxe alguns aprendizados para a nossa rotina diária de vida. Para a pessoa idosa o desafio está sendo ressignificar esse momento através de outras formas de reaproximação. Então pensamos em atividades significativas para construirmos juntos com nossos pacientes. Atividades que permitam o sentimento de satisfação, de bem-estar e de estímulo pela vida nesse período tão delicado, reinventando-se com novas formas de reaproximação afetiva e social”, explica a psicóloga Giovana Preichardt Rodrigues.

A criatividade torna-se aliada para ocupar o tempo e a mente, além, é claro, de todo o apoio familiar. Preparar-se para o inverno que vem com um tricô quentinho; fazer lindas peças bordadas ou aquele crochê delicado, que enche os olhos de quem vê; encontrar nos livros uma história inspiradora; tornar simples canteiros de terra em belas hortas ou floridos jardins; transformar materiais recicláveis em encantador artesanato; preencher as horas com jogos de mesa que estimulam o raciocínio; plantar em potes ou vasos chás e temperos que possam fazer parte de uma alimentação nutritiva e saudável. Estas são algumas das atividades que os pacientes vêm desenvolvendo durante este período da pandemia da Covid-19, visto que os encontros em grupos, proporcionados pela Medicina Preventiva, estão suspensos, sendo realizados somente os atendimentos assistenciais, seja em domicílio ou no Espaço Viver Bem.

“Estamos orientando nossos pacientes a se reinventarem, se desafiarem, ressignificar o que o distanciamento está trazendo utilizando os anos de experiência”, complementa a coordenadora do setor de Medicina Preventiva, Marciléia Bortolini Buligon. Também são estimulados a realizarem chamadas por vídeo, se aproximarem das tecnologias em busca de amigos antigos nas redes sociais, escutarem músicas, entre outras atividades. “Utilizarem a tecnologia para o bem”, finaliza.

História que inspira – Com uma energia contagiante, Anna Rosa Corso, de Ijuí, dá exemplos de como aproveitar cada minuto do dia. Aos 86 anos, costura e borda capas para almofadas, cuida das plantas - desde a adubação, o plantio, até a colheita -, assiste novelas e ainda tem tempo para interagir com a família por videochamadas. “Não tive um dia sequer com alguma tristeza, me mantenho sempre ocupada. Só tenho gratidão a Deus”, relata a idosa, apontando que ao preencher o tempo com atividades prazerosas, não sobra espaço para sentir dores.

A filha Morgana Corso de Lima, que reside próximo, assegura que a mãe “tá surpreendendo”. Sempre muito ativa, buscou intensificar as atividades em casa. “Gosta de plantar e é super conectada”, ratifica. Ao concluir, destacou que a mãe recebe o suporte da Medicina Preventiva, que esteve ao lado da família inclusive durante a enfermidade do pai, já falecido. “A Medicina Preventiva foi fundamental”, afirma Morgana.