Voltar

Enfermeiros e técnica de enfermagem do PGC, participam de treinamento sobre estomas

Enfermeiros e técnica de enfermagem do PGC, participam de treinamento sobre estomas

Enfermeiros e técnica de enfermagem do PGC, participam de treinamento sobre estomas

9 Abril 2020

A coordenadora do Centro de Atenção à Saúde – CAS, da Unimed Pato Branco, Scheila Pallaoro, realizou no dia 10 de março, um treinamento sobre os cuidados com os estomas, para os enfermeiros Osvaldo Luiz Schreiner da Cruz e Ellyse Henrard e para a técnica de enfermagem, Sidiane Rampanelli, que participam do Programa de Gerenciamento de Casos Clínicos - PGC. 
De acordo com Scheila, o treinamento foi realizado para que a equipe, que atua no PGC, tenha o conhecimento necessário para cuidar dos beneficiários que apresentam estomias. Por isso, durante a capacitação, ela explicou sobre a definição, os tipos e a classificação dos estomas, bem como, a forma de manejo do paciente, o tratamento e as possíveis complicações, além dos materiais e adjuvantes que devem ser entregues e utilizados nos cuidados. 
Hoje a Unimed Pato Branco precisa seguir a Resolução Normativa - RN 325, da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, que implica no fornecimento de materiais e adjuvantes, além da capacitação para o autocuidado dos pacientes, que necessitam utilizar os materiais e adjuvantes, no seu tratamento. Desta forma, o conhecimento adquirido no treinamento permitirá à equipe estar melhor preparada para prestar os cuidados adequados aos pacientes, seguindo as determinações da ANS. 
“Na faculdade, a equipe não recebe a capacitação adequada sobre o uso da tecnologia associada aos materiais que estão disponíveis no mercado, e é preciso que a equipe, além de entregar o material, saiba como colocar e como capacitar o paciente para o seu auto cuidado, que inclui o uso correto do produto, e que faz toda a diferença no seu tratamento”, destacou Scheila. 
Ela ainda ressaltou, que a autoestima do paciente com estomias, acaba sendo prejudicada diante da situação. Por isso, a equipe de saúde precisa estar habilitada para auxiliá-lo ou auxiliar os cuidadores formais ou informais, nesse processo de mudança na rotina.