Voltar

Equipe do PGC participa de educação continuada sobre psicossomatização e cuidados paliativos

Equipe do PGC participa de educação continuada sobre psicossomatização e cuidados paliativos

Equipe do PGC participa de educação continuada sobre psicossomatização e cuidados paliativos

1º Julho 2020

Apesar do momento não estar permitindo a realização de cursos e viagens para capacitações presenciais, a equipe do Programa de Gerenciamento de Casos – PGC não tem deixado de buscar novos conhecimentos. 
No dia 16 de junho, a equipe interdisciplinar do Programa participou de um momento de educação continuada, realizado por videoconferência, com as psicóloga Tuani Savaris e a enfermeira Tacielly Zulpo.
A psicóloga Tuani falou sobre o psicossomatização, que são aquelas doenças que aparecem no corpo, que podem ser identificadas por exames ou consultas médicas. Contudo, a causa não é biológica, e sim emocional. Essas doenças podem estar relacionadas à personalidade ou ao estilo de vida da pessoa e a forma como ela lida com os seus problemas. “É muito importante salientar que tudo aquilo que a gente pensa, mas não fala, o corpo acaba demonstrando”, observou Tuani. 
Entre os tipos mais comuns de psicossomatização estão enxaqueca, gastrite nervosa, dores nos ombros, nos pés, alergias de pele, má digestão, febre, diarreia ou constipação. Para ter certeza que estes sintomas tratam-se de uma psicossomatização, é preciso passar por uma avaliação multiprofissional.  
Já a enfermeira Tacielly Zulpo falou sobre os cuidados paliativos. Ela apresentou as informações que adquiriu em novembro de 2019, durante a sua participação no Congresso Brasileiro Interdisciplinar de Assistência Domiciliar - CIAD. Os cuidados paliativos, segundo ela, são aqueles oferecidos ao paciente que possui uma doença terminal. Eles também são estendidos aos familiares que acompanham o paciente. “Os cuidados paliativos são cuidados personalizados, específicos para a condição de cada paciente, e buscam aliviar os sintomas e dar mais conforto para o paciente que está chegando ao fim da sua vida”, explicou Tacielly.
De acordo com a supervisora do PGC, Ana Carolina Bonatto, semanalmente a equipe reúne-se para fazer as discussões dos casos, e uma vez por mês, durante os encontros, é realizado um momento de capacitação com os profissionais, cumprindo-se também a um dos requisitos da RN 452, da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS.