Voltar

Unimed Pato Branco está novamente entre as melhores operadoras de planos de saúde do Brasil

Unimed Pato Branco está novamente entre as melhores operadoras de planos de saúde do Brasil

Reconhecimento veio através do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), ano base de 2018, uma iniciativa pioneira da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, para estimular a qualidade dos planos de saúde

Unimed Pato Branco está novamente entre as melhores operadoras de planos de saúde do Brasil

Reconhecimento veio através do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), ano base de 2018, uma iniciativa pioneira da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, para estimular a qualidade dos planos de saúde

7 Abril 2020

Pelo segundo ano consecutivo, a Unimed Pato Branco alcançou a nota máxima no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), ano base de 2018. O IDSS faz parte do Programa de Qualificação das Operadoras, uma iniciativa pioneira da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, para estimular a qualidade dos planos de saúde.
Em 2019, a Unimed Pato Branco havia alcançado a nota máxima, e ficado entre as dez melhores operadoras de planos de saúde do Brasil. E agora, novamente comemora esta conquista. 
O IDSS geral, do ano-base de 2018, foi de 0,7691, sendo 1,0 a nota máxima de desempenho, e zero a nota mínima, de acordo com os resultados do Programa. A Unimed Pato Branco alcançou a pontuação 1. 
Para o presidente da Unimed Pato Branco, doutor Antônio Motizuki, estar entre as dez melhores operadoras de planos de saúde do Brasil é um orgulho muito grande, que demonstra o esforço e o resultado dos trabalhos e dedicação do time da Unimed Pato Branco, que compõe os cooperados, diretores e colaboradores. 
Ele também destacou, que o resultado demonstra segurança, sobretudo aos beneficiários, que mesmo em tempos de incertezas econômicas, como o que estamos enfrentando, podem contar com uma operadora sustentável, que preconiza as orientações e preceitos da ANS. 
O gerente de operações da Unimed Pato Branco, Angelo De Bortoli, destacou que o resultado alcançado é uma conquista importante para a Cooperativa, pois estar entre as dez melhores operadoras de planos de saúde do Brasil significa que a gestão da Unimed Pato Branco está em níveis elevados, na operação dos processos, no que diz respeito à essência da operadora, que é a atenção à saúde, com ações que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada, bem como, na garantia de acesso dos beneficiários à rede, com sustentabilidade nos aspectos econômico-financeiros, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com a rede prestadora, finalizando com o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais junto à ANS. 
“É uma segurança para o cliente, que hoje faz parte da Unimed Pato Branco, e uma referência para aqueles que buscam adquirir um plano, pois o indicador de qualidade é o IDSS, que contribui para comparar e decidir por uma escolha assertiva. E estar dois anos consecutivos entre as melhores, nos traz uma responsabilidade ainda maior pela manutenção desse patamar, sendo a única Unimed no Estado do Paraná a conseguir figurar entre as 10”, observou.
Sobre o Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS)  
O IDSS é conhecido como a nota das operadoras de saúde e o seu resultado demonstra como o mercado está se comportando, nos itens avaliados anualmente. Ele representa um importante parâmetro, para os milhões de beneficiários de planos de assistência médica, que compõem o setor de planos de saúde no Brasil.
Para chegar ao resultado do IDSS, a ANS avalia quatro grandes indicadores: o IDQS, o IDGA, o IDSM e o IDGR. O IDQS, mede a qualidade em atenção à saúde, por meio da análise do conjunto de ações desenvolvidos pela operadora, que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada. O IDGA, está relacionado à garantia de acesso aos serviços da operadora, destacando as condições relacionadas à rede de prestadores. O IDSM mede a sustentabilidade da operadora no mercado, correspondendo ao monitoramento do seu equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com os prestadores. E o IDGR, trata da gestão de processos e regulação, sobretudo, ao cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais da operadora junto à ANS. Nos gráficos é possível observar como foi a pontuação da Unimed Pato Branco em cada um desses indicadores. 
Para ter acesso aos dados, que possibilita analisar a realidade das operadoras, a ANS usa como fonte para a maior parte dos indicadores, o TISS – Troca de Informações na Saúde Suplementar, que é um padrão de trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde, alimentado pelas operadoras, periodicamente.