Apresentação


Com o início das atividades do Hospital Unimed Vale do Caí em 31 de março de 2000, a Unimed Vale do Caí inaugurou uma nova fase na medicina do Estado, sendo a pioneira no Rio Grande do Sul a construir o seu próprio complexo hospitalar para atendimento dos seus usuários, de outros convênios e particulares.

No Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC) você terá toda a atenção e cuidado de nossos profissionais, em todos os momentos. Nossa infraestrutura e atendimento humanizado estão sempre à sua disposição.

O HUVC possui uma estrutura com 98 leitos, em quartos semi privativos ou privativos, divididos em 3 alas de enfermagem, ocupa uma área de 8 mil metros quadrados, construída de forma horizontal, com amplos jardins e ótima luminosidade. Está apto a atender as diversas especialidades e complexidades médicas, dispondo do que há de melhor em tecnologias e equipamentos de última geração, mais de 170 médicos cooperados e 560 profissionais especializados, mantendo assim, o nível de excelência no atendimento.

Informações ao Paciente


CONVÊNIOS ATENDIDOS: Unimed Vale do Caí, Unimed’s Intercâmbio, Particulares, IPERGS, CASSI, CABERGS, CORREIOS, SAÚDE CAIXA, BRADESCO SAÚDE (SOMENTE FUNCIONÁRIOS BRASKEM) E PETROBRÁS.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: Guia de Solicitação Médica –TISS (preenchida pelo médico), carteirinha do convênio e documento de identidade.

AUTORIZAÇÕES: Em caso de procedimentos, é fundamental que o procedimento já esteja autorizado.

Normas Administrativas
Preservar a saúde e proporcionar a segurança aos pacientes internados e seus familiares são os objetivos da nossa entidade. Para isso, foi necessário estabelecer valores que vêm ao encontro desses objetivos:
  • Não será permitido o ingresso e consumo de chimarrão, alimentos e bebidas alcoólicas no Hospital Unimed Vale do Caí
  • Todos os visitantes e/ou acompanhantes deverão estar identificados com crachás, que serão entregues na Zeladoria da Recepção Central, no momento de ingresso no Hospital. Os mesmos deverão ser devolvidos na saída
  • Não serão permitidas visitas de crianças menores de 12 anos
  • O Hospital Unimed Vale do Caí não se responsabiliza pela guarda de pertences e/ou valores, sendo os mesmos de responsabilidade do próprio paciente ou seus familiares. Tal definição se refere, inclusive, a pacientes que fazem uso de próteses dentárias. Em caso de pertences esquecidos, os mesmos permanecem por 30 dias, após serão encaminhados para doação
  • Informações sobre as condições de saúde dos pacientes internados deverão ser obtidas APENAS junto ao médico assistente, não sendo fornecidas por telefone
  • Após a alta prescrita e comunicada ao paciente pelo médico assistente, a família será acionada, devendo se dirigir ao posto de enfermagem a fim de solicitar o check-list referente à desocupação do leito. Os pacientes internados e seus acompanhantes deverão aguardar o término dessa conferência no quarto. A seguir, os pacientes e/ou familiares deverão se dirigir ao caixa para a verificação de pendências e liberação. A verificação só poderá ser realizada pela Equipe da Recepção Central durante o final de semana, ou após o horário de funcionamento do caixa (que poderá ser informado pela Equipe da Recepção Central)
  • Em caso de óbito, o corpo será liberado somente mediante a Declaração de Óbito, preenchida pelo médico responsável ou seu substituto
  • Deverá ser EVITADO o uso de celulares nas dependências do Hospital. Caso não seja possível, solicita-se discrição, mantendo o aparelho em baixo volume
  • Informações sobre troca de acomodação (semi-privativo para privativo ou executivo) poderão ser obtidas junto à Equipe da Recepção Central
Normas de Segurança
  • Não é permitido o uso de equipamentos elétricos sem autorização do hospital
  • Os acompanhantes devem permanecer o maior tempo possível com o paciente
  • Recomenda-se não deixar bolsas, carteiras ou documentos soltos pelo quarto. O desaparecimento de pertences é de inteira responsabilidade do pacientes e de seu(s) acompanhante(s)
  • Evitar circulação fora da unidade em que estiver internado ou acompanhando alguém
  • Não é permitido fumar nas dependências do hospital

Guia do Paciente


Pesquisa de Atendimento


Se você recentemente foi atendido em nosso Hospital, clique no link abaixo e responda uma rápida pesquisa de satisfação. Sua opinião é muito importante!

Clique aqui e responda a pesquisa!

Histórico do Hospital


Por Dr. Dirceu Mauch

Em 31 de março de 2000, foi inaugurado o Hospital Unimed Vale do Caí. Sem dúvida, um ato de pioneirismo e de ousadia: éramos a primeira Unimed do Rio Grande do Sul a inaugurar um Hospital próprio.
O que aconteceu desde então, o que representou e representa o Hospital para a própria Unimed, para o Município e para a região, pode ser facilmente constatado por qualquer observador medianamente atento.

A decisão de construir o Hospital só foi possível pela união e pela firmeza de propósitos dos médicos cooperados de então. Por muito tempo abriram mão de parte de seus honorários profissionais e colocaram recursos sob a forma de cotas voluntárias de empréstimos. E, para a obtenção de empréstimos junto a órgãos oficiais de financiamento como o BRDE, sem contar todas as rigorosas exigências de comprovação de viabilidade técnica e econômica e garantias diversas, não vacilaram em colocar imóveis pessoais, de valores elevados, em garantia do valor a ser financiado.

Finalmente, em 31 de março de 2000 o Hospital foi inaugurado e entregue à comunidade regional. Concepção arquitetônica horizontal, moderna, agradável, cercado de jardins, procurando minimizar o impacto desfavorável que uma internação hospitalar sempre causa. Desde então sofreu ampliação em sua capacidade de internação e novos serviços foram agregados, como UTI neonatal, Serviço de Quimioterapia, entre outros.

Mas um Hospital hoje não se faz apenas com instalações confortáveis e de aspecto acolhedor. São necessários equipamentos de alta tecnologia, agregação de novos serviços e linhas de atendimento, rotinas e processos constantemente monitorados e modernizados, mas acima de tudo, a busca de um atendimento humanizado, sem o que tudo o mais não faz sentido. Para isso, há que haver um quadro funcional bem selecionado, motivado e permanentemente treinado. São mais de 500 pessoas, entre médicos e colaboradores.

Um Hospital, finalmente, não pode preocupar-se apenas com a saúde das pessoas. Deve também ter uma forte preocupação com a saúde ambiental: uma moderna usina própria de tratamento dos resíduos hospitalares e a reciclagem de água são exemplos práticos desta postura.

Esse é o resumo de uma história que orgulha os que dela participaram, qualquer que tenha sido a etapa e que está a serviço de Montenegro e de toda a região.

PEDRA FUNDAMENTAL

A pedra fundamental do Hospital Unimed Vale do Caí foi lançada em 21 de junho de 1997. A iniciativa deste marco surgiu em reuniões da Diretoria e da Comissão de Obras do Hospital, formada por um grupo de colegas que era responsável pelo acompanhamento de todas as etapas da construção do Hospital.

Sob a pedra foi colocada uma urna hermeticamente vedada, contendo os jornais do dia, recortes de reportagens sobre o futuro Hospital, exemplares da moeda vigente na época, a ata da solenidade que também foi lida no dia, além de uma relação dos médicos cooperados. Esta urna nunca foi aberta. A data de abertura será na comemoração do Jubileu de Prata do lançamento da pedra fundamental, em 21 de junho de 2022.

A importância deste marco para a cooperativa e para seus médicos é o início da materialização do que então era apenas um sonho - o nosso Hospital. Na ocasião, o aterro já estava pronto e, logo a seguir, foram iniciadas as fundações. A inscrição no bronze fixado à pedra traduz a meta a que os médicos da Unimed se propunham. Está escrito: "O projeto deste Hospital é fruto da coragem, do sonho e da fé dos médicos cooperados da Unimed Vale do Caí, dedicado à comunidade da região, razão maior da sua existência".