https://www.unimed.coop.br/site/o/sites-theme/images/cards-noticias/noticias-padrao.png

Mês do idoso: todos os anos 40% das pessoas com 80 anos ou mais sofrem quedas

Texto: Agência Unimed de Noticias
        27 de novembro, 2023

As quedas são um dos fatores de maior atenção na saúde geriátrica; de acordo com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, a estimativa entre os idosos com 80 anos ou mais, é que 40% sofram quedas todos os anos. Ainda de acordo com o Instituto, 70% das mortes acidentais aos 75 anos são de alguma forma causadas por uma queda. As quedas são a quinta principal causa de morte entre essa população. Para trabalhar conjuntamente causas ambientais e o fortalecimento muscular, uma rede de parceria, que envolve equipe interdisciplinar, em Campo Grande (MS), desenvolve ações, como oficinas em grupo e também concebeu uma maquete de casa segura, de forma a prevenir acidentes e aumentar a qualidade de vida.

A fisioterapeuta Grazielle de Marchi Chebel, do Programa Viver Bem, da Unimed Campo Grande, explica que o direcionamento para as oficinas se dá conforme o encaminhamento médico, que é feito individualmente, considerando fatores como comorbidades e as necessidades de cada paciente.

Os idosos mais ativos são encaminhados para a Oficina Movimento e Fortalecimento, coordenada e conduzida por profissionais de Educação Física da cooperativa e realizada no Sesc Camillo Boni. Já os fragilizados, que precisam passar por um período de reabilitação motora, são encaminhados para a Oficina de Movimento e Fortalecimento Apoiado, conduzida por fisioterapeutas da Unimed CG, com atividades para o ganho de força, flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, agilidade, além da parte cognitiva. Nesta oficina, hoje são atendidos 50 idosos, divididos em grupos de oito a nove participantes que fazem atividades duas vezes por semana.  "Trabalhamos exercícios próximos da rotina que os idosos realizariam em casa, como pentear cabelo, se vestir, amarrar o cadarço. A proposta é fortalecer a musculatura para que possam ter mais autonomia nas atividades da vida diária", explica a fisioterapeuta.

A oficina é realizada na Unigran, onde os acadêmicos de Design e Arquitetura desenvolveram a maquete da casa segura. Neste modelo, concebido cômodo a cômodo, são apresentados diversos fatores de segurança, que vão desde retirada ou fixação de tapetes; iluminação adequada; ausência de obstáculos que possam oferecer riscos, como móveis com vidros; adaptações com barras de apoio; portas alargadas, entre outros. "São várias as recomendações. Na cozinha, por exemplo, deixar os objetos mais utilizados em um armário baixo, para que o idoso não suba em escada ou banquinhos", explica Grazielle. 

Programa Viver Bem - Fundamentado no modelo de Atenção Integral à Saúde, o Viver Bem, da Unimed Campo Grande, já passa de 1.300 beneficiários atendidos em diferentes Linhas de Cuidados como Diabetes, Hipertensão,  Obesidade/Sobrepeso, Gestação de Alto Risco, Oncologia e Idosos.

Na Linha de Cuidado da Pessoa Idosa, os beneficiários cadastrados são contemplados com Programa de Atenção ao Idoso (PAI), Oficinas de Fortalecimento, Reeducação Alimentar, Hiperdia, Agita Unimed, Caminhada Orientada, além de diversos eventos para esse público, inclusive, aberto à comunidade.

A equipe multidisciplinar do programa voltada ao PAI conta, ainda, com enfermeiras e médicos com os quais há uma intensa troca e, se necessário, são feitas intervenções de forma ágil. Integram o programa, ainda, psicóloga, fonoaudióloga e nutricionista.

Para obter mais informações sobre o programa, o telefone é o 0800 515 1510.

Divulgação Health Week 2° Edição