Voltar

Alimentos e hidratação: entenda essa relação

Alimentos e hidratação: entenda essa relação

O cardápio certo vai ajudar você a manter a saúde em dia mesmo nos dias mais quentes. Leia e saiba mais.

Alimentos e hidratação: entenda essa relação

11 Janeiro 2024

 

Com a chegada do verão e o aumento das temperaturas, é ainda mais importante manter a hidratação em dia. Além de beber bastante líquido, é fundamental incluir no seu cardápio alimentos ricos em água.

 

Ao longo deste artigo, vamos explorar algumas opções que não apenas nutrem, mas também fornecem uma boa dose de hidratação. Daremos, ainda, outras dicas de alimentação e cuidados com alimentos in natura.

 

Vamos entender como enfrentar os dias de calor com mais saúde!

 

 

Por que falamos tanto de hidratação no verão?

imagem de uma mulher sorrindo com um copo de suco na mão

Em países como o Brasil, antes mesmo de o verão chegar, intensificar a hidratação é um cuidado importante. As temperaturas começam a subir por volta de agosto e, em algumas regiões, esse aumento é acompanhado da baixa umidade no ar.

 

E, aí, os efeitos na saúde começam a aparecer. Garganta e nariz ficam mais secos por conta da umidade e dos ambientes refrigerados com ar-condicionado, e algumas doenças comuns da estação (rinite, sinusite, asma, alergias, brotoejas) começam a se manifestar.

 

Nessa época, também costumamos transpirar mais por causa do calor. E a combinação de ar seco com a perda de água pelo suor torna ainda mais importante o reforço na hidratação.

 

Para evitar os efeitos negativos da desidratação, é necessário combinar a ingestão de líquidos com alimentos ricos em água no dia a dia, além de reforçar o consumo de água ao fazer atividades físicas.

 

 

Frutas ricas em água para complementar sua hidratação

imagem de um prato de salada de frutas

As frutas são ótimas opções de sobremesa para os dias de calor intenso, mas elas também são fundamentais para hidratar o organismo. Confira algumas opções que têm mais de 80% de água em sua composição:

  • Melão (93%): além de hidratar, tem baixo teor de calorias.
  • Melancia (92,5%): também tem baixo teor de calorias e é ótima para fazer suco, afinal, é naturalmente adocicada.
  • Mamão papaia (88,7%): fonte de vitaminas A e C, é muito conhecido por seu efeito laxante, apesar de ser menos efetivo do que o mamão formosa.
  • Laranja (87,6%): famosa por conter bastante vitamina C, também auxilia na digestão. Mas, para esse efeito, deve ser consumida inteira, com o bagaço, combinado?
  • Abacaxi (87%): assim como a laranja, também é rico em vitamina C e auxilia na digestão.

 

 

Como montar um cardápio para os dias mais quentes

 

Quando o tempo muda, suas necessidades nutricionais mudam também. Em temperaturas mais altas, além de o corpo perder mais líquidos e sais minerais, o metabolismo basal fica mais lento.

 

Por isso, é importante escolher alimentos mais leves e refrescantes, com alto teor de água. Além das frutas, existem outras opções capazes de tornar as refeições mais adequadas à estação:

 

  • Vegetais: alface, agrião, cenoura, pepino, tomate, abobrinha.
  • Carboidratos: batata-doce, mandioca, quinoa.
  • Proteínas: grão-de-bico, frango, peixes e outras carnes com pouca gordura.

 

 

Cuidados importantes com alimentos crus

 

O consumo de alimentos crus demanda cuidado não só com a higiene, mas também com o armazenamento. Para evitar intoxicação, vale seguir algumas boas práticas:

 

  • Evitar que alimentos que necessitam de refrigeração fiquem expostos à temperatura ambiente.
  • Comprar carnes e frutos do mar em estabelecimentos fiscalizados.
  • Descongelar alimentos dentro da geladeira.
  • Lavar bem alimentos como frutas, legumes, hortaliças e leguminosas.
  • Higienizar as mãos antes de cozinhar e comer.

 

 

Incluindo mais líquidos no seu dia a dia

imagem de um copo de há de limão

A ingestão de líquidos é essencial para o bom funcionamento do organismo e está associada a importantes funções. Entre elas, estão a regulação da temperatura corporal, a lubrificação de órgãos e tecidos, a saúde da pele e até a regulagem do intestino.

 

A água é o líquido mais recomendado pelos especialistas, mas há quem deixe a hidratação de lado porque não gosta do seu sabor. Já ouviu por aí “água não tem gosto de nada”? Pois bem, existem outras opções. Conheça algumas delas:

 

  • Água de coco: é uma ótima escolha para reforçar a hidratação e ainda potencializar o consumo de sais minerais.
  • Chás: na maioria dos casos, os chás são hidratantes, mas há algumas ressalvas. Opte pelas opções sem cafeína, como camomila e hortelã, ou chás de frutas.
  • Sucos de frutas: prefira os sucos feitos em casa e evite os industrializados e com adição de açúcares.
  • Sopas e caldos: são ótimos para a hidratação e ainda fornecem muitos nutrientes importantes. Para o verão, fica com as versões frias.

 

Vale lembrar que nem todo líquido é recomendado para uma alimentação saudável. Os refrigerantes, por exemplo, são industrializados e contêm muito açúcar, enquanto café e bebidas alcoólicas, em excesso, podem até causar desidratação.

 

Agora que você já tem à sua disposição as principais recomendações para passar um verão mais saudável e tranquilo, é hora de colocá-las em prática.

 

A hidratação ao longo do dia é fundamental para o bom funcionamento do corpo – e equilibrar boas escolhas alimentares com a ingestão de líquidos é, ao mesmo tempo, simples e muito eficaz.

 

Lembre-se ainda dos cuidados com a higiene dos alimentos.

 

Pronto para curtir o verão com mais saúde?

 

 

Fontes: Conselho Regional de Nutrição, Hospital do Coração, Ministério da Saúde, Tabela Brasileira de Composição de Alimentos.


Agência SA 365 | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (2457 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em