Voltar

Atividade física na gravidez

Atividade física na gravidez

Os exercícios físicos durante a gestação podem trazer muitos benefícios para a mamãe, como ajudar a se preparar para o trabalho de parto

Atividade física na gravidez

31 Outubro 2018

O período de gestação exige muitos cuidados para garantir a saúde da mãe e do bebê, mas aderir a um comportamento mais prudente não significa abolir as atividades físicas da rotina até o fim dos nove meses. A prática de exercícios adequada às condições da gestante pode prevenir complicações na gravidez e até ajudar no trabalho de parto.

Benefícios

É consenso médico que, se praticada de forma moderada, a atividade física na gestação pode ajudar a relaxar, a controlar a ansiedade e a prevenir alguns incômodos, como inchaço, indisposição e dores nas costas. Instituições como a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia confirmam que o exercício durante a gestação também ajuda a reduzir o risco de algumas complicações, como a diabetes gestacional.

 

Estímulo ao parto normal

Estudos apontam que a atividade física, associada a uma dieta equilibrada, também pode reduzir significativamente as chances de cesárea e, consequentemente, estimular o parto normal. Além disso, os exercícios podem melhorar o padrão cardiorrespiratório, a flexibilidade e a resistência muscular da gestante, condições que favorecem para o trabalho de parto mais tranquilo.

Os exercícios são válidos até mesmo no dia do parto: caminhar, dançar e exercitar a musculatura pélvica ajudam na dilatação, a diminuir a dor e a facilitar o nascimento do bebê.

Vale lembrar que o médico deve ser consultado para garantir que a gestante realize os exercícios físicos de forma segura, especialmente se ela não tinha a prática na rotina antes da gravidez, e para os casos em que há restrições por complicações que exijam repouso.

 

Atividades indicadas, com recomendação médica

Atividades aeróbicas, como caminhada, bicicleta e natação

Hidroginástica

Dança

Pilates

Ioga

Musculação e ginástica localizada (a carga em excesso deve ser evitada)

Exercícios de baixa intensidade

 

Atividades desaconselhadas

Esportes de contato, como futebol, basquete e vôlei

Esportes que apresentem altos riscos de queda, como equitação e patinação

Atividades que possam causar trauma no abdômen, como lutas

Corrida extenuante

Exercícios de alta intensidade

 

Dicas para a prática de atividades físicas na gravidez

  • Tenha o aval do médico antes de iniciar as atividades

  • Se você não se exercita regularmente, comece devagar

  • Evite muito esforço nos três primeiros meses de gravidez

  • Utilize roupas confortáveis

  • Certifique-se de beber muita água

  • Lembre-se de aquecer e alongar

  • Exercite a respiração, lenta e profundamente

  • Faça pausas no exercício se você se sentir superaquecida ou muito ofegante

  • Pare os exercícios e procure o médico se sentir dores ou sinais inesperados

  • Divirta-se! Procure atividades prazerosas


Texto: Thaís Guimarães / Design: Alex Mendes

Fonte: Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia, Ministério da Saúde, Mayo Clinic e The BMJ

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (2 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em