Voltar

Como cuidar da pele do bebê em dias frios

Como cuidar da pele do bebê em dias frios

Limpeza adequada e hidratação ajudam a prevenir descamação e ressecamento. Confira mais dicas

Como cuidar da pele do bebê em dias frios

14 Julho 2022
Envolver o bebê e protegê-lo de qualquer ameaça é um instinto muito natural. E é isso que a pele faz. Por isso, ela também precisa de muito cuidado e carinho.

 

Maior órgão do corpo humano, a pele é a barreira que bloqueia a entrada de agentes tóxicos e infecciosos e previne a desidratação. Além disso, ela permite a regulação da temperatura e a percepção de frio, calor, texturas e dor. A pele dos recém-nascidos tem ainda a função de auxiliar na transição do ambiente líquido do útero para o mundo aqui fora.

Com tantas e tão importantes funções, a pele do bebê é muito mais fina e sensível que a de um adulto – por isso requer ainda mais atenção, especialmente no inverno. Nos dias frios, é maior a tendência de ressecamento e dermatites, com vermelhidão, descamação e coceira.

Quer saber como proteger a pele do seu bebê?
Confira as dicas a seguir: 

 

 

Precisa dar banho no bebê todos os dias?

A periodicidade do banho varia conforme hábitos culturais. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda banho diário nos bebês para ajudar na rotina e na conexão com os cuidadores. Mas não há contraindicação para banhos mais espaçados, de 3 a 4 vezes por semana, por exemplo. O importante é que, mesmo nesse período, seja feita a higiene das pregas – as dobrinhas –, do coto umbilical diariamente e da área das fraldas a cada troca. A frequência do banho deve aumentar conforme a exposição à sujeira for maior.

Outra dúvida frequente de pais e mães é sobre a temperatura do banho do bebê: o ideal é manter o cômodo com janelas e portas fechadas, para evitar correntes de ar, e a água em torno de 35 °C a 36 °C.

Banho no bebê

A duração do banho também demanda cuidado, pois o contato prolongado com a água quente resseca a pele. Entre 5 a 10 minutos de banho é um tempo adequado para a higienização.

Não é necessário utilizar nenhum tipo de bucha nem é indicado friccionar a pele do bebê. Em vez disso, prefira usar sabonete suave infantil em um tecido de algodão.

O enxágue deve ser feito com água morninha, nos mesmos 35 °C, 36 °C. Na hora de secar, evite esfregar. Faça movimentos suaves com a toalha macia e limpa (e aproveite para abraçar muito!).

 

 

Pele do bebê ressecada: é possível evitar com cuidados pós-banho

massagem no bebê

Com o bebê sequinho, chega o momento de uma massagem relaxante com creme ou óleo corporal próprio para bebês. Converse com o médico pediatra sobre o tipo de hidratante mais indicado para o seu bebê.

A hidratação ajuda a impedir a perda de água, manter a temperatura, reduzir a descamação e promover a integridade da pele. Além disso, a aplicação, quando acompanhada de uma massagem relaxante, torna o momento ainda mais prazeroso, fortalece o vínculo e promove o bem-estar da criança.

 

Pele de bumbum de bebê

A região do bumbum e todas as outras de contato direto com a fralda precisam de cuidado especial.
Confira as dicas:

 

Trocar as fraldas regularmente, sempre que necessário, para evitar o contato prolongado com fezes e urina
Fazer a limpeza adequada a cada troca de fraldas, com algodão e água morna, ou com sabonete próprio para a pele do bebê
Secar com delicadeza e aplicar creme ou pomada de barreira (à base de óleos de sementes ou óxido de zinco) para prevenir dermatites de fraldas. Mas atenção: pomadas contendo medicamentos como nistatina, corticosteroides e antibacterianos só devem ser usadas quando houver infecção ou inflamação na região, seguindo sempre a orientação médica

 

 

Outros cuidados com a pele do bebê no inverno

Bebê limpinho, sequinho e hidratado? É hora de atentar para mais alguns cuidados:

 

Manter as unhas do bebê cortadas e limpas para evitar arranhões
Quanto mais frio, mais camadas de roupa. Mas cuidado com o excesso, porque o suor aumenta o risco de alergias e brotoejas. Confira dicas de como vestir o bebê a cada estação
Para a primeira camada de roupa, escolher peças de algodão para não irritar a pele do bebê
Aplicar protetor solar apropriado a partir dos 6 meses. Antes disso, é preciso usar protetores físicos, como chapéu e sombrinhas

 

Sabe o que mais influencia a saúde da pele do bebê? A alimentação.
Lembre-se que o leite materno é o alimento mais adequado para o bebê até os 6 meses.

Para que esse momento seja prazeroso para mãe e filho, saiba como prevenir ou tratar as dores maternas ao amamentar.

 

Fontes: SBP 1, 2 | Pediatria descomplicada

 


Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (4 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em