Voltar

Filhos: como discipliná-los de forma adequada

Filhos: como discipliná-los de forma adequada

O universo de pai e mãe envolve uma série de dúvidas e desafios diários, principalmente em relação à educação da criança. Separamos algumas dicas que podem ser bastante úteis

Filhos: como discipliná-los de forma adequada

23 Setembro 2016
Com origem do latim, a palavra disciplinar vem de “ensinar”. Disciplinar os filhos significa ensinar-lhes um comportamento responsável e de autocontrole. Com disciplina adequada e consistente, as crianças e adolescentes conseguem aprender sobre as consequências das suas próprias ações e a gerir da melhor forma os seus sentimentos. Ainda é possível ouvir a ideia equivocada de que disciplinar envolve castigo físico ou abusos verbais, porém, a verdadeira disciplina usa de meios justos e positivos para recompensar o comportamento adequado e desencorajar o comportamento impróprio. 
 

Porque não fazer uso da agressividade

As crianças aprendem com o exemplo, inclusive uma série de estudos mostram que os modelos mais influentes na vida de uma criança são os pais. Ao usar a punição física ou palavras agressivas para impedir o mau comportamento da criança, corre-se o risco de passar a impressão de que é correto resolver problemas fazendo uso da violência. Entre os problemas que a agressividade física ou verbal pode causar estão:
 
  • Danos ao relacionamento entre pai/mãe e filho.
  • Malefícios à autoestima da criança.
  • Possibilidade de dano físico e psicológico.
  • Perda da oportunidade de usar o mau comportamento da criança para falar sobre responsabilidade e autocontrole
  • A criança pode começar a mentir para tentar evitar o castigo físico.
 

Como disciplinar de forma adequada

 

 

Mostre às crianças o comportamento que você não quer que eles tenham, ao invés de puni-los. Explique de forma clara e certifique-se de que a criança entendeu.

 

 
 
 

Evite fazer ameaças, essa não é uma forma positiva para incentivar o comportamento que se espera das crianças ou adolescentes.

 

 
 

 

Ensine os filhos a esperar. Atualmente as crianças têm sido educadas para terem todos os seus desejos e necessidades atendidas imediatamente. No entanto, saber esperar e desenvolver a paciência ajuda as crianças a viverem melhor e em menos conflito.

 

 

Mesmo quando uma atitude imprópria da criança pareça engraçada, procure não demonstrar que achou divertido, pois a criança pode entender que você aprovou a prática.

 
 

 

Certifique-se de que você não está exigindo muito da criança. É normal, por exemplo, que as crianças pequenas façam confusão enquanto estão comendo, porque o controle motor e os modos à mesa levam algum tempo para serem dominados.

 

 

Informe-se sobre as fases do desenvolvimento infantil. Assim você passa a entender como seu filho processa as informações e fica mais fácil saber quando a disciplina é necessária e quando é melhor simplesmente ignorar determinados comportamentos.

 

 

Faça um esforço extra para dar bons exemplos sobre como se comportar e conversar com outras pessoas em casa e em público. Use frequentemente palavras como "sinto muito", "por favor" e "obrigado".

 
 

 

Elogie o bom comportamento, isso ajuda a reforçar o amadurecimento e o empenho da criança. Procure associar o elogio a uma reação de conquista, pois se para tudo for dito "Que lindo!", o elogio acaba se tornando vazio.

 


Rafaela Fusieger / Designer: Ana Carla Bortoloni

Fonte: Victoria State Government – Better Health Channel / Educar para Crescer

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (4 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em