Voltar

Além do mingau: conheça os benefícios da aveia

Além do mingau: conheça os benefícios da aveia

Versátil e nutritiva, a aveia enriquece receitas e ainda melhora o sono

Além do mingau: conheça os benefícios da aveia

9 Setembro 2022
Aquele mingau de aveia quentinho em manhãs de inverno faz parte das memórias da infância de muita gente. Mas não se engane! Esse cereal é muito mais versátil do que parece. Apesar de consumirmos suas versões mais conhecidas, como os flocos grossos, finos e a farinha, existem aproximadamente 450 espécies diferentes de aveia.

 

Além de muito nutritiva e presente em diversas receitas, a aveia é considerada um alimento funcional. Isso significa que, além de fornecer nutrientes, ela tem participação na diminuição de riscos de algumas doenças. Quer descobrir mais benefícios da aveia e conhecer formas diferentes de prepará-la no dia a dia?

 

Continue lendo:

Benefícios da aveia

Existe contraindicação?

Como usar a aveia?

 

Benefícios da aveia

A aveia fornece fibras e aumenta a sensação de saciedade. Essas costumam ser as características mais conhecidas e elogiadas desse cereal, mas a lista de benefícios não para por aí. Por ter baixo índice glicêmico, sua absorção pelo organismo não é tão rápida quanto a de outros carboidratos, portanto, não costuma estar relacionada ao ganho de peso.

A aveia contém antioxidantes que ajudam a diminuir a pressão arterial, por isso, contribui na prevenção de casos de infarto e outros problemas cardíacos. O cereal também auxilia na saúde digestiva e atua na redução dos índices de colesterol ruim, graças à presença de uma fibra chamada beta-glucana.

Para quem pratica atividade física, saiba que a aveia é uma fonte de energia com efeito duradouro, além de melhorar a disposição e o humor, por ser rica em vitaminas do complexo B. Depois de tanto movimento, ela também ajuda no descanso, pois possui triptofano, aminoácido que, quando metabolizado, se converte em serotonina, aumentando a sensação de bem-estar e proporcionando uma boa noite de sono.

 

Aveia em flocos crua

Porção 100 g

Carboidratos

66,6 g

Proteínas

13,9 g

Fibra alimentar

9,1 g

Cálcio

47,9 mg

Vitamina C

1,4 mg

Ferro

4,5 mg

Tabela nutricional aveia
Fonte: TACO Tabela Brasileira de Composição de Alimentos.

 

 

Existe contraindicação?

Você sabia que a aveia naturalmente não contém glúten? A contaminação acontece durante o processo de industrialização do alimento, tornando-o inadequado para celíacos e intolerantes a essa proteína. Por esse motivo, é recomendado checar as embalagens com atenção ou entrar em contato com o fabricante para se certificar da segurança.

O consumo de aveia também deve ser moderado para pessoas com intestino acelerado, já que seu alto índice de fibras pode piorar o quadro.

 

 

Como usar a aveia?

Como consumir aveia

Além do clássico mingau, a versatilidade da aveia pode aparecer nas mais diversas receitas, sejam elas doces, salgadas, frias ou quentes. Um jeito bastante tradicional e simples de adicionar o cereal à rotina é polvilhar aveia sobre as frutas ou iogurte no café da manhã. Para quem gosta de fazer massas caseiras, é possível substituir uma parte da farinha de trigo dos preparos de pães, bolos e panquecas pela farinha de aveia ou por ela em flocos. Além de adicionar fibras, isso torna o alimento mais crocante.

A aveia ainda pode virar leite vegetal feito em casa, se batida no liquidificador e muito bem coada. Ela também é capaz de tornar a omelete do dia a dia ainda mais nutritiva, basta adicionar uma colher dos flocos no preparo. Em uma mistura com outros cereais, castanhas e um pouco de melado, a aveia se torna uma granola saudável e cheia de sabor.

Receita muffin de aveia

E aquela combinação que todo mundo conhece de banana com aveia? Com mais alguns ingredientes, é possível preparar um muffin que fica pronto em 30 minutos! Confira a receita completa aqui.

 

Fontes: UFRGS | Veja Saúde | TACO


Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (5 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em