Guia Médico

Encontre um médico e outros recursos da Unimed, sempre perto de você.

Dúvidas sobre qual plano adquirir? 

Ligue (27) 3134-5000 e confira.

Imagem de capa do card

Hospital Unimed Vitória

Todas as etapas do seu tratamento em um único lugar. Acreditação com Excelência Nivel 3, da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Imagem de capa do card

Unidades Unimed Vitória

Nossas unidades próprias atuam de forma interligada em uma estrutura única e exclusiva, formando assim o CIAS - Complexo Integrado de Atenção à Saúde, com o objetivo de  ofertar aos nossos beneficiários uma rede de serviços completa.

Notícias

Esteja por dentro dos últimos acontecimentos de nossa cooperativa.

Síndrome do intestino irritável: saiba como é feito o diagnóstico e como controlar a doença

Apesar de não haver cura, os sintomas da síndrome podem ser amenizados com uma rotina de exercícios físicos e mudanças na dieta, dando mais qualidade de vida para os pacientes
Texto: Unimed Vitória
        26 de setembro, 2022
A síndrome do intestino irritável (SII) é um distúrbio gastrointestinal caracterizado por dor abdominal crônica, diarreia e prisão de ventre. Há uma hipersensibilidade dos nervos viscerais ocasionada por distensão ou inchaço intestinal.

A gastroenterologista da Unimed Vitória Jakeliny Vieira explica que esse distúrbio é causado por múltiplos fatores, como inflamações intestinais causadas devido ao consumo de alimentos e de água contaminados com bactérias ou vírus, alterações na flora intestinal, supercrescimento de bactérias e sensibilidade ao glúten, além dá má absorção de carboidratos.

Os sintomas incluem dor abdominal crônica frequente associada à evacuação, mudanças na frequência ou forma das fezes e hábitos intestinais alterados com variação entre diarreia e intestino preso.

No entanto, o diagnóstico depende da avaliação de um especialista. “Para os exames laboratoriais não há um teste de diagnóstico. Este deve ser feito por exclusão de outras doenças”, explica a médica.

Além disso, a síndrome do intestino irritável pode estar associada a outras doenças inflamatórias intestinais, que também devem ser investigadas. São elas: a colite microscópica, conhecida como diarreia crônica, e a doença celíaca, que é uma doença autoimune causada pela intolerância ao glúten e que danifica o revestimento do intestino delgado, causando complicações médicas.

Recomendações e tratamento

A recomendação para melhor lidar com a síndrome é manter um programa diário de exercícios físicos, aliada a uma alimentação adequada.

“O tratamento inclui a necessidade de modificação da dieta, a exclusão de alimentos que produzem gases, como o repolho, a couve-flor, a batata doce, e o feijão, e também dos que contém lactose (leite e derivados). Além disso, deve ser evitado o glúten e aumentar a ingestão de fibras, que estão presentes em grãos, incluindo aveia, chia e algumas frutas, como abacaxi, mamão, laranja e tangerina. A terapia com medicamentos depende de cada quadro clínico”, comenta a especialista em gastroenterologia.

Não existe cura para a síndrome do intestino irritável e o tratamento tem o objetivo de conduzir, da melhor forma possível, o alívio dos sintomas. Além de fazer mudanças na alimentação e no estilo de vida, quem tem a síndrome faz uso de medicamentos, com orientação médica, em fases mais intensas que provocam muito desconforto.

O paciente pode ficar por longos períodos sem nenhuma manifestação da doença. Porém, o problema sempre pode retornar influenciado por alterações intestinais e fatores emocionais.

Alimentos e substâncias que devem ser evitadas

- Álcool
- Açúcar
- Cafeína
- Leite e derivados
- Alimentos picantes ou com muitos conservantes
- Produtos com sorbitol (como balas sem açúcar e chicletes)

Conheça alguns de nossos serviços

Canais de Atendimento

Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image