Idosa de 78 anos conta com Unimed Cascavel para abandonar cigarro após 59 anos de vício

        12 de março, 2020


 

Aos 78 anos de idade, dona Maria Olinda Rodrigues é o símbolo de vitória da 1ª turma de 2020 do projeto Antitabagismo da Unimed Cascavel.  Haviam sido 59 anos de dependência do cigarro até a cooperativa mudar a vida dela. “No primeiro dia do projeto, eu ainda tinha um maço em casa. Fumei aquele e nunca mais fumei nenhum.” Dona Maria Olinda e outras três pessoas concluíram o curso. “Foi muito bom participar e ter o apoio da equipe da Unimed Cascavel. Aliás, foi a única maneira para eu conseguir me livrar do cigarro de uma vez por todas”, conta a aposentada, com orgulho no rosto.

Os encontros semanais, no Centro de Atenção à Saúde (CAS) foram conduzidos por uma equipe multiprofissional do setor de Medicina Preventiva da cooperativa de saúde. “A dona Maria Olinda é um grande exemplo desse grupo, que eu defino com a palavra ‘superação’. Independentemente de idade ou tempo de vício, nunca é tarde para parar. Qualquer hora é uma hora certa para uma mudança para o bem”, conta a psicóloga Ariella Souza, da Unimed Cascavel.

Fumante há quase 25 anos, Cibele de Paula Cordeiro fez o bem para si mesma duas vezes: “O primeiro vício que abandonei foi o álcool, há um ano e meio. Aí decidi parar com o tabagismo também. O apoio psicológico que o projeto oferece para a gente, bem como as dicas da nutricionista, são ferramentas muito importantes para a gente conseguir. Mas é claro que a vontade tem que partir da pessoa. É por isso que eu indico esse projeto como reforço e suporte para uma decisão pessoal”, revela a participante do projeto. 

Com o apoio da cooperativa, Ricardo Ferreira já conseguiu diminuir em 80% o consumo diário de cigarro. Rumo aos 100%, a maior aliada dele é a certeza de que o vício não tem lado bom. “Fumei durante 20 anos de minha vida, e os efeitos do cigarro estavam me incomodando já fazia tempo, como o cansaço, o cheiro impregnado e todos os outros malefícios que o cigarro traz. Decidi parar porque percebi que meu vício já não era mais prazeroso. Na verdade, fumar passou a ser algo estressante para mim, conta Ricardo, que acrescenta: “Participar do projeto Antitabagismo foi muito bom. Eu não tinha noção sequer de como eram as palestras que, no fim das contas, me ajudaram muito a ter força de vontade.”

O projeto

O Antitabagismo é um projeto composto por seis encontros semanais. Trata-se de um acompanhamento multidisciplinar com psicóloga e nutricionista. Além disso, a cooperativa paga 80% da medicação que ajuda os participantes a conseguirem deixar o vício (a liberação do remédio depende da avaliação médica, conforme as condições de saúde de cada paciente). Mesmo depois de encerradas as atividades presenciais, os participantes continuam a receber atendimento ao longo de um ano, por telefone. A próxima turma terá inicio dia 23/03, às 18h30. Para participar é preciso ser cliente Unimed Cascavel. Para saber mais, clique AQUI.

Cuidar de você. Esse é o plano.


Assuntos em destaque: