Projeto Cegonha

Público: Destinado a beneficiárias da Unimed Cascavel (158) que estejam a partir da 12ª semana de gestação.

Objetivo: Orientar futuras mamães e papais sobre os cuidados na gestação, no parto e no período pós-parto. Uma equipe composta por médico, enfermeira, nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga é responsável por fornecer todas as orientações durante os seis encontros. 
Responsive Image
Responsive Image

Onde e quando?

No Centro de Atenção à Saúde Unimed Cascavel (CAS) • Av. Tancredo Neves, 1189
Todas as terças-feiras às 18h30

Mais informações:

(45) 3099-4122 ou projetosmedprev@unimedcascavel.coop.br

Oficinas e conteúdos incluídos no projeto

Responsive Image

Parto Adequado

Tem como objetivo identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas sem indicação clínica na saúde suplementar. Essa iniciativa visa ainda a oferecer às mulheres e aos bebês o cuidado certo, na hora certa, ao longo da gestação, durante o trabalho de parto e pós parto, considerando a estrutura e o preparo da equipe multiprofissional, a medicina baseada em evidência e as condições socioculturais e afetivas da gestante e da família.
Responsive Image

Oficina de preparo pélvico

As atividades realizadas em dez encontros que englobam técnicas, palestras e orientações sobre como conduzir os exercícios de fortalecimento e relaxamento da musculatura perineal. 

Vídeos:

Notícias:

Depoimentos:

Karoline Bogalho Nunes, mamãe do Felipe

Infelizmente, nosso curso teve que ser cancelado presencialmente, por conta da pandemia. Mas ainda tive a sorte de estar na aula sobre amamentação. As informações passadas foram de grande valia para eu manter a calma e tranquilidade, pois sabia que o pouquinho que meu bebê sugava era o suficiente para o tamanho do estômago dele. Aprendi o quanto o colostro é importante e faz bem para o bebê. Aprendi que não há necessidade de entrar em pânico e nem ficar nervosa, pois aquele pouquinho o alimentava bem. 
Meu bebê nasceu em 11 de Maio de 2020. Logo na saída da maternidade, fui direto ao banco de leite aprender amamentar, essa iniciativa minha também foi valiosa, pois aprendi muito lá. Também tive o apoio da enfermeira da Unimed, o me tranquilizou muito.
Hoje minha amamentação é super tranquila e ainda consigo doar leite para os bebês que precisam. 
Amamentar e ainda doar leite me faz muito feliz!

Jéssica Frigo, mamãe da Agatha

Agatha é minha primeira filha, e confesso que nos primeiros 15 dias não foi fácil, sem poder ter ajuda da família, chorei sozinha, choramos juntas, quase desisti (dar a fórmula seria tão mais fácil né!), Mas com a ajuda do meu marido fomos superando essa fase, e foi ficando mais fácil, mas veio a insegurança, ficou fácil demais, ainda tinha dor, não sei se estou amamentando certo, se está suficiente, a pega está correta? e se estiver tudo errado? Além disso haviam pessoas palpitando e me enchendo de dúvidas. Então veio a dica de uma cunhada para procurar a Unimed que eles teriam enfermeiras para me ajudar e aconselhar corretamente, e enfim os medos foram embora, uma tarde de conversa com a Caroline me fez acreditar que eu era capaz e que estava no caminho certo. Hoje posso dizer que amamentar é um sentimento misto de amor, gratidão, entrega, poder, felicidade, segurança, entre outros. É incrível saber que o único alimento da minha filha vem de mim. A insegurança foi a minha maior inimiga, mas meu marido foi o meu maior incentivador, meu apoio essencial. E assim superamos esse desafio juntos, pai, mãe e filha. Enfim, apesar dos altos e baixos que ainda existem, não desistir foi a melhor escolha que fiz. As vezes ainda choro ao amamentar, mas é de emoção e de alegria em saber que posso proporcionar o alimento para que minha filha seja saudável e feliz.
 

Inscrição para o projeto Cegonha

Informe os seus dados e entraremos em contato para confirmar sua inscrição. Projeto exclusivo para beneficiários (as) da Unimed Cascavel.

Como ficou sabendo do projeto?